sexta-feira, 20 de outubro de 2006

Hoje lembrei do quanto você odiava assistir a um jogo de futebol comigo. Ficava irritada com meus gritos, meu mau humor. Lembra o quanto te enchi o saco quando seu time caiu? Os jogos não tem mais graça. Aliás, estive pensando esses dias... não vejo graça nas coisas mais. Nas mais simples. A insatisfação realmente tomou conta de mim. The L Word por exemplo não é excitante mais. Mesmo assistindo quietinha debaixo do cobertor já não me toca. Já não me toco. Não tem mais sabor de beijo, de abraço.
Eu fiz esse blog não com a pretensão de escrever coisas bonitas. Fiz pra desengasgar. Eu já estava sufocada guardando esse tanto de coisas pra mim.
Nada mais por hoje.


Ausente

do Latim absente

que ou aquele que não está presente;
afastado;
retirado;
distante;
distraído;
desatento.

4 comentários:

lucy in the sky disse...

Fez bem em fazer o blog, ajuda a expelir todo esse sentimento...
nada dói mais do q a ausencia...

Jane disse...

Nada é para sempre, nem o sabor amargo da ausência, mantenha-se firme e acredite na pessoa que és, ame-se, relembre os momentos sem tristeza, e viva...
Sei que nada é tão fácil como parece, mas o importante é não deixar cair a peteca.
Beijos e tenha uma linda semana!

Uma mulher disse...

e aí eu vejo tudo passando ao meu redor, e ainda lembro com uma certa fraqueza q era nos pequenos detalhes q haviam os melhores momentos..e vão sempre ficando pra tras.
Beijos e saudade.

Pimenta disse...

Olá, gostei mto do seu blog, talvez por estarmos passando por algo parecido...a dor da ausência.
Tbm fiz um blog pra poder desabafar, mas no meu caso não consigo escrever como se fosse um diário desabafo através de meus poemas...já os escrevia desde q aprendi a transformar meus pensamentos em palavras desenhadas no papel mas foi somente c o incentivo de uma amiga q obtive coragem de publicá-los. E realmente isso me fez um bem.

Impermanência tudo flui, ficará apenas o aprendizado, as lembranças e guarde apenas as boas.

Bjos fik bem.