domingo, 9 de março de 2008

Devaneios quase doentios...

A fumaça do meu cigarro se mistura com a fumaça que sai da minha respiração seca e ofegante enquanto olho incrédula estagnada pra esse céu sem estrelas cheio de nuvens densas carregadas que me deixam cada vez com mais vontade de sair correndo e pegar o próximo avião pra casa e me sentir confortavelmente perdida de novo mas com a sensação de que estou no lugar mais ou menos certo e que a hora certa vai chegar e eu não vou mais precisar perder noites de sono contar os dias no calendário minutos no relogio porque não vou mais precisar procurar o que todo mundo procura porque eu vou simplesmente sentir que já está dentro de mim intrínseco mágico intenso pulsante não mais dolorido. Feliz.

4 comentários:

Citizen Insane disse...

A felicidade não existe, nem aqui nem lá.

Uma mulher disse...

se acalme logo logo vc volta e meu colo estará aqui!!!

beijos e saudade intensa.

Jac . disse...

é como dizem, na busca pela felicidade a gente acaba se perdendo.. porque busca traduz a idéia de que devamos correr atrás, mas talvez nunca alcançá-la - mas sempre há esperança!

Fripe disse...

Acho que o segredo mesmo é não procurar...
Vai vivendo as coisas que um dia, quando menos esperar, ela tá ai!